Abriram as portas para o crowdfunding

Foi no mês de Setembro que se abriram as portas para a maioria dos portugueses para alternativas às poupanças com taxas ridiculamente baixas e os famosos PPR.
As plataformas já existiam mas apenas os utilizadores mais confortáveis com a crescente vida digital as conheciam.
No entanto neste mês de Setembro uma popular série da SIC Notícias chamada Contas Poupança abordou, em vários programas, alternativas às poupanças comuns e apresentou de uma forma bastante clara alternativas mais rentáveis como os Planos de Investimento e plataformas de crowdlending: Raize, Mintos, Viventor e Housers.
Recomendo vivamente ver os programas na integra, são bastante informativos, pode encontrar um pequeno vídeo-resumo carregando aqui:
Eu já tinha investido na Raize antes desta vaga de informação mas, entretanto, como se lançaram na bolsa via OPV esta plataforma esteve congelada e apenas agora entrou em linha com os outros investimentos que exponho neste site.
Não sou imune à informação que agora se generalizou em Portugal, no mês de Setembro vários amigos vieram falar comigo para conselhos na relativa segurança de se investir nestas plataformas.
Já estava com investimentos na Raize estava a explorar o conceito da Twino mas fui abalroado com inúmeros nomes de plataformas que desconhecia e como investigar leva o seu tempo, assim que possível revelarei aqui as minhas melhores descobertas.